27 de junho de 2008

Top 10 da Billboard Hot 100

Chegando mais uma edição da Parada Billboard que mostra os 10 primeiros colocados da Billboard Hot 100.

Em relação à semana passada a parada temos algumas algumas pequenas alterações.
Começando pelo topo com a chegada de Katy Perry com "I kissed a Girl" que deixou o segundo lugar e chegou a liderança tomando o lugar do Coldplay.
Em segundo lugar, subindo também uma posição o mocinho do pirulito Lil Wayne e Static Major com a blacksong "Lollipop"
Na terceira posição, galgando um degrau também Leona Lewis e "Bleending Love", música que segundo a RIAA - a Associação Americana da Indústria de Gravadoras - já ultrapassou a marca de 1 milhão de downloads pagos. Alicia Keys que se cuide!
Em quarto lugar, mais uma que subiu uma posição Rihanna com "Take a Bow" faixa de número 14 do cd/dvd Good Girl Gone Bad: Reloaded.
Em sexto lugar despencando direto da primeira posição e sem direito a escalas e sem direito a maiores comentários: "Viva la Vida" do Coldplay.

A seguir temos:
7- Chris Brown - "Forever", subindo um degrau;
8- Plies com a participação de Ne-Yo - "Bust it Baby Part 2", saindo da 11ª posição;
9- The Pussy Cat Dolls numa ascenção quase estratoférica deixando para trás o 18º lugar com "When I Grow Up";
10- Pra fechar de vez a Parada outra ascensão, essa sim estratosférica, Miley Cyrus (mais conhecida como a mocinha que interpreta Hannah Montana no seriado da Disney) - "7 Things" deixando para trás nada mais nada menos do que a 70ª posição da lista, Incrível não?


Acesse também: fotolog.com/psouva

26 de junho de 2008

Conversas alheias...

É triste o fim.
Que fim? Então acabou mesmo? Não foi só um sonho ruim?
É acabou. Mas onde estão as lágrimas? A dor? A decepção? Onde estão todos esses e outros sentimentos?
Ah eles estão por aqui, guardados em algum lugar dentro de mim.
Mas isso não é bom, é? Não, não é, afinal perdi o rumo de tudo o que estava fazendo.
Mas você tinha um rumo? Isso quer dizer então que havia planos...
Sim, havia sim. Eu queria fazer esse alguém feliz. Meu rumo era um emprego bom, juntar dinheiro ser alguém melhor e "juntar os trapos".
E dói?
Dói. Esse amor sempre doeu. Mas o que mais dói é o fato de não ter ouvido ninguém.
Como assim, não ter escutado ninguém? Pois é, todo mundo me avisou que não daria certo.
E por que então você insistiu? Eu a amo, e depois deu certo durante um tempo. Amo como jamais amei um outro alguém. Amo tanto que deixei partir. Mesmo tendo a plena certeza de que a faria feliz. Deixei a partir, mesmo que isso significasse abrir uma ferida no peito e deixar vazio um lugar que estava muito bem ocupado.
Você escutou seu coração, não valeu? Valeu a pena ter escutado sim.
E agora? E agora eu não sei, não quero pensar muito no assunto.
E o que você quer então? Sinceramente? É, sinceramente! O que você quer?
Sentar e chorar tudo o que estou segurando desde que desliguei o telefone...
Vai te fazer bem? Acho que sim, talvez....
Então chore.... É, acho que vou chorar.


----------------
Escutando: Mr. Big - Just Take My Heart
via FoxyTunes

Acesse também: fotolog.com/psouva

Sentimentalizator Power Translator (ou uma bugiganga para o amor)

Seria tão legal se inventassem um tradutor de sentimentos, aqueles que as palavras até tentam esconder.
Para ser utilizado em situações como quando você pergunta "Tudo bem?" ao que o companheiro solta como resposta aquele "Tudo bem sim" mais frio que as geleiras (quando ainda não estavam derretendo), nessa hora o desconfiometro adquirido após um tempinho de namoro até avisa que tem algo errado no ar. Mas a gente nunca descobre ao certo de logo de primeira...

Pois bem, a nossa Bugiganga entra em ação, e traduz a causa do infortúnio. Diz se o "Tudo bem sim", mais-frio-do-universo, foi causado pelo relacionamento, que talvez não esteja tão legal assim (embora pra mim esteja [teóricamente] tudo às mil maravilhas), pelo trabalho que talvez esteja mais estressante do que o normal, ou algum outro mau agouro.

Isso descomplicaria em 80% todo e qualquer relacionamento.
Quem por acaso resolver fabricar um desses me avisa, quero encomendar para pronta entrega.
_________________________________
Para o Tudo de Blog

To realmente precisando de um Sentimentalizator Tranlator Power, tá difícil entender algumas coisas, o pior é que essas coisas só acontecem quando eu acho que está tudo bem. É aí que eu fico ainda mais perdidinha.


Acesse também: fotolog.com/psouva

22 de junho de 2008

Girl Talk: 300 músicas em UM cd.

Isso mesmo: 300 músicas, ou ao menos parte delas em um cd com 14 faixas.

Impossível?
Não para o "Girl Talk".
E a melhor parte da notícia? Fazendo a linha "Nine Inch Nails" e "Radiohead" você paga o quanto quiser e somente se quiser pagar para baixar esse preciosíssimo álbum, que é o segundo trabalho de Gregg Gillis.

Feed the Animals é uma grande mistura, um meshup com o melhor da música. Vai fácil de All That She Wants clássico do Dance dos anos 90 do "Ace of Base" (quem lembra?), para a maluquinha do pop "Britney", "Michael Jackson", "Fergie" ou "The Cardigans".

São 53 minutos e 21 segundos com misturas que você nunca imaginou sequer em pensar.
A lista completa das misturas você encontra na Wikipedia.

Feed the Animals é com certeza alimento cultural de primeira, indispensável nos seu acervo musical.

Ficou afim de baixar? Visite o site da Editora Illegal Art que pertence ao Mr. Gillis
Segundo informações no site da Editora e o site Remixtures:

Quem quiser, pode fazer o download desta autêntica salada de frutas sonora de graça. Em troca, recebe um link para uma pasta ZIP com as 14 músicas do disco no formato MP3 de 320 Kbps juntamente com a capa do disco. Quem indicar cinco dólares ou mais tem acesso aos ficheiros em formato lossless FLAC (sem compressão de dados). Os mais generosos que estiverem dispostos a dar 10 ou mais dólares têm direito a receber não só os ficheiros no formato que quiserem mas também uma cópia física do CD a ser lançado em Setembro.


----------------
Escutando: Girl Talk - In Step
via FoxyTunes

Acesse também: fotolog.com/psouva

20 de junho de 2008

Top 10 da Billboard Hot 100

Top Top chegando na área.
E não, eu não estou falando da música interpretada pela falecida Cássia Eller.

A gente começa com a Parada da Billboard, talvez a parada mais importante do planeta. E com certeza no mínimo mais organizada que Parada Gay também.

Na primeira posição, no topo da lista, no lugar mais alto do podium, no cume da montanha-russa que é o Top Billboard Hot 100 os quase-que-estreantes com seu álbum cheiodereferênciasàdiversascoisas Coldplay com o primeiro single do novo álbumcheiodereferênciasàdiversascoisas, ufa, "Vida La Vida", que também dá nome ao disco novo, que tem nome e sobrenome: "Viva la Vida or Death and All His Friends"

Na segunda posição, subindo do 4º lugar está Kate Perry com "I Kissed a Girl", o que ela me lembra eu não sei, mas o som é bacana e vale a pena conferir. Assim como o Coldplay ela já está há 6 semanas na Parada.

Despencando do alto da lista, do primeiro lugar que ocupava semana passada e passando a ocupar a 3ª posição: Lil Wayne com participação de Static Major na canção "Lollipop". E confesso que depois que assisti ao clipe eu fiquei querendo um Lollipop (pirulito) em formato de dado também.

Em quarto lugar, caindo uma posição, o fenomêno do Youtube, Leona Lewis com "Blending Love". Muita gente diz que o clipe é zuuuper parecido com o da "Mãe de Santo" Alicia Keys.

Sem descer nem subir, ela que já está há 10 semanas na parada a moça da sombrinha Rihanna e Take a Bow. (tudo bem que eu prefiro a música da Madonna mas e daí?)

A seguir temos:

6- Subindo 3 posições: Natasha Bedingfield - "Pocketful Of Sunshine"

7- O dueto entre Jordin Sparks & Chris Brown - "No Air"
8 - Chris Brow de novo (e subindo 3 posições também) com "Forever"
9- Enquanto uns sobem outros descem, é o caso de Usher que caiu da 6ª, ele e sua música "Love In This Club", com participação do Young Jeezy.
10- Pra fechar Metro Station com "Shake It", com um som que lembra algo dos anos 80.

Acesse também: fotolog.com/psouva
*este post também está disponível no Off The Music Box

14 de junho de 2008

Uma bolha chamada Tel Aviv

Conforme havia prometido no primeiro post aqui na "casa nova", comento agora, minutos antes de sair em viagem para as Minas Gerais, o filme "The Bubble".

Surpreendente. Se eu precisasse definir o filme com apenas uma palavra, usaria esta: surpreendente. Tanto pelo seu final, um tanto quanto incomum e avesso ao tradicional "clichê hollywoodiano", quanto pela presença de outros elementos que deixam a história ainda mais interessante.

The Bubble é mais um filme do israelense Eytan Fox, conhecido por abordar temas polêmicos como a homossexualidade. Até aí tudo bem, Brokeback Montain também retratou tudo isso com seus preconceitos e uma trilha sonora que na minha opinião é fantástica.

Então por que The Bubble surpreende?
1- A história se passa em Tel Aviv, a segunda maior cidade de Israel.
2- O par romântico do filme é formado por um israelense e um palestino.
3- Trilha sonora, que inclui a brasileiríssima Bebel Gilberto.

Com um enredo onde alguns clichês permanecem o filme mostra três jovens israelenses que dividem um apartamento: o balconista Noam, Yali, o gerente de um café, e a vendedora Lulu interpretada pela belíssima Daniela Wircer que faz o papel de única hetero do trio (detalhe essa é a estréia dela nas "telonas"). A harmonia do grupo é abalada pela chegada de Ashraf (Yousef Sweid), um palestino que inicia um namoro com Noam.

Muitos acreditam que com tantos elementos novos e diferentes Eytan Fox poderia ter ousado um pouco mais na forma de conduzir o filme.

O fato é que é simplesmente impossível não sair pensando e repensando após o filme.
E atenção: Se você é homofóbico, se sente incomodado com cenas homossexuais, não assista, se eu não me engano logo nos primeiros vinte minutos do filme você já presencia cenas tórridas de amor!


----------------
Escutando: Cheerleader - Melissa (Extended Mix)
via FoxyTunes

Acesse também: fotolog.com/psouva

12 de junho de 2008

Pra que serve uma relação?

"Uma relação tem que servir para um e outro se sentirem amparados nas suas inquietações, para ensinar a confiar e dividir. A gente se relaciona para exercitar o respeito ás diferenças que existe entre as pessoas.

Uma relação serve para você se sentir à vontade com outra pessoa,
à vontade para concordar com ela e discordar dela, para ter sexo sem não-me-toques ou para cair no sono logo após o jantar, pregado.

Uma relação tem que servir para cobrir as despesas um do outro num momento de aperto,
e cobrir as dores um do outro num momento de melancolia, e cobrirem o corpo um do outro quando o cobertor cair.

Não preciso estar com você. Fico bem sozinho. Eu não preciso de você para viver, mas eu quero, eu desejo dividir minha vida com você.

beijo

(eu também)
te amo."


Porque eu recebi da pessoa mais especial!
_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

11 de junho de 2008

Neurônios ou Estética?

Pergunta básica: Beleza se coloca à mesa?
Bom pode até ser que não sustente, mas com certeza abre o apetite.

Até porque julgar a capacidade de alguém só de olhar é meio (completamente) impossível.
Pode até ser que alguém conquiste algo pela beleza, modelos por exemplo, conseguem rios de dinheiro, mas acredito que dificilmente elas permanecem como Top Models se não tiverem um "tiquinho inho inhozinho" de conteúdo.

Saco vazio não para em pé, da mesma forma Frasco sem conteúdo não tem valor.
E nesse caso, mesmo com toda as novas tecnologias estéticas que permitem aumentar, diminuir, alisar, esticar, repuxar, alinhar (quase) qualquer parte do corpo beleza passa. E a graça em envelhecer está justamente ficar bem como se está, de preferência sem aquela de Susy ou Barbie, onde o "modelito" pode até mudar, mas a "feice" (do inglês face) continua a mesma, aí tu não sabe se a pessoa está feliz, está zangada, tudo culpa do excesso de botox.

Beleza pode até ser agradável, mas eu ainda sou fã do bom e velho "conhecimento", fico com os neurônios. Na melhor das hipóteses? Nada melhor do que Beleza e Inteligência andando juntas.

Seria bem interessante que o mundo tivesse o mesmo culto que tem pelo corpo pela inteligência também. Imagine só: Rios e mais rios de dinheiro gastos com educação e cultura... Seria no mínimo bem mais interessante. Até porque acho que aí então as candidatas a Miss-Qualquer-Coisa não citariam tanto O Pequeno Príncipe (que não deixa de ser um bom livro).

"Sometimes the clothes do not make the man..."


----------------
Escutando: George Michael - Freedom 90
via FoxyTunes


_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

9 de junho de 2008

Sobre 12 de Junho e suas comemorações

Dia dos Namorados chegando na área, rola a tradicional corrida aos Shoppings para comprar o presente para o namorado. Certo? Bom, pode ser que sim, mas também pode ser que não, até porque não é todo mundo que está namorando, enrolando (ou sendo enrolada) certo? Afinal a classe dos ditos "encalhados" existe.

Para os solteiros de plantão, que não aguentam mais ouvir falar na famigerada data, vale lembrar que 12 de junho também é Dia do Correio Aéreo Nacional! Ou seja dá para mudar de assunto, se algum amigo da onça perguntar se você não vai comemorar a data (o pior é quando você nunca comemorou a data com alguém).

O fato é que no dia seguinte já é dia de Santo Antonio e se você se encontra em desespero procurando por alguém que possa ser a tampa da sua panela, a azeitona da sua empada, enfim, você pode apelar para algumas simpatias. Aliás, seria muito mais interessante iniciar uma campanha para trocar a data comemorativa do Santo Casamenteiro para dia 11 ou pelo menos uma semana antes né? Aí sobra um tempinho maior para a Operação Titanic.

Eu nunca fui muito fã da "datinha especial", até porque em 23 anos de vida, só no ano passado consegui dividir a data com alguém. Esse ano comemoro de novo, com pessoas diferentes diga-se de passagem.

O legal de estar solteiro nessa época é assistir o desespero alheio, que inclui fila para estacionar, maratona de 42 km por corredores lotados (até porque a data só perde em vendas para Natal e Dia das Mães), rir daquele entra e sai em N lojas, aquela dúvida eterna se vai servir ou não, se ele vai gostar ou não, aí quando o presente finalmente é escolhido, tem fila para pagar, fila para embrulhar pra presente. E tudo isso com as dúvidas que ainda permanecem: Será que ele vai gostar?

Para os solteiros de plantão resta curtir a vida como se nada estivesse acontecendo, agora se você está deprimido, evite sair de casa.

Na dúvida, no dia seguinte você já pode começar os seus pedidos, veja pelo lado bom: enquanto o dia de Santo Antonio for 13 de junho você vai ter um ano até o próximo Dia dos Namorados!


Pauta Tudo de Blog - Capricho

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

6 de junho de 2008

Goiabas de Casa Nova

Depois de muito pensar, duas noites indo dormir tarde, alguns ajustes, algumas opiniões, eis que o Goiabas Verdes Fritas muda de servidor de Blogger.BR para Blogger.Com (que também atende como Blogspot).

Com Layout novo, feito por mim, (baseado no Modelo Minima oferecido pelo próprio Blogger) o Goiabas inaugura sua nova fase, após quase 4 anos no antigo endereço.

Continua sendo um blog pessoal, onde pretendo narrar o meu cotidiano, os pensamentos que tanto latejam em minha mente, os sentimentos que brotam em meu peito, tudo isso com uma pitada de humor (eu diria que é mais sarcasmo do que humor mas tudo bem, fica a seu critério).

Pretendo também comentar notícias de tecnologia e, na medida do possível, resenhar alguns livros e filmes, conforme a vontade desta (pós)adolescente que vos escreve.

Fique a vontade para comentar, sugerir mudanças, criticar, enfim: Clique nos comentários e seja feliz!

Desde já deixo registrado que a coluna aí ao lado ainda não está do meu agrado, o que significa que em breve este layout será parcialmente modificado.

Na coluna lateral você (e eu também) encontra alguns links para os sites/blogs que eu tenho o costume de ler (e nem sempre comentar), mais informações sobre esta pessoa que vos escreve, e entre tantas outras coisas um link para você assinar o Feed de RSS deste blog!

No próximo post prometo comentar o filme Bubble


_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Contato

email

Para entrar com essa pessoa que vos escreve é super fácil.
Basta preencher os campos abaixo e depois clicar em "Enviar".
Lembrando que os campos marcados com * são obrigatórios.



Nome* :

Email* :
Assunto* :
Diz aí*:
Digita aí*: