19 de julho de 2008

O mais profundo amor


Talvez seja a amizade o amor mais profundo. Um amor puro, simples e sem interesse algum.
Alguns amores se transformam em amizades e algumas amizades já se transformaram no maior amor, o maior amor de todos, aquele que incomoda mas deixa em paz.

Mas o motivo que me faz escrever cada palavra, palavras que por acaso agora você lê, é, de fato, a amizade.

Alguns se dizem rodeados de amigos.
Eu tenho poucos. Mas os poucos que tenho são bons. São muito bons.
Talvez muitos deles eu não veja sempre, mas sempre que posso eu procuro saber como estão.

Amigos e amigas. Confidentes. Alguns eu carrego junto comigo há muito tempo, uns poucos eu chamo de irmãos tamanha a nossa convivência. Pessoas com as quais me sinto sempre em casa, independente de onde eu esteja. Talvez a Si seja a maior delas, pelo tempo e por tudo o que já passamos juntas: dos finais de semana no clube, quando eu ainda tinha 16, 17 anos, e olha que eu já tenho 23, até trocas de email durante a semana corrida.

Outras amigas eu pouco vejo, a Mara é uma delas. Estudamos juntas da 7ª série até o final do colegial, mas ainda hoje sempre quando dá eu passo pra falar um "Oi", nem que seja durante o horário de almoço dela na farmácia.

Com o tempo eu aprendi que amigos de verdade não são aqueles que estão sempre juntos, todos os dias, mas aqueles que mesmo depois de muito tempo continuam sendo próximos, tão próximos que os segredos quase não existem, tão próximos que a conversa rende e renderia muito mais se o tempo não fosse inimigo de tantas palavras trocadas, tantas fofocas, tantas novidades...

Muitos amigos são amigos porque eu os admiro, assim como a Adriana, que apesar de mais nova é muito mais guerreira do que eu, fora que ela também é a mãe do Toninho, e só por isso acho que ela já merece minha admiração: por ter colocado esse menino tão lindo no mundo.

São tantos nomes que eu gostaria de citar, tantos amores.
Tantos e tão poucos ao mesmo tempo. Poucos, mas bons, muito bons.

Pedro Alberto, minha metade que encontrei faz pouco tempo, mas que parece que nascemos juntos, porque até na maneira de dirigir a gente se parece.

Caio, Camila, Tia Eliana, Silvana, Carlinhos, o André...

As pessoas as quais eu respeito as vontades, pessoas de quem espero um abraço, pessoas que me encataram, me cativaram, me ganharam para todo um sempre, mesmo que esse tal de sempre não exista. Pessoas para as quais eu disse que sempre estaria lá, não importando onde fosse o "lá", não importando o tempo, se chuva ou se sol...

Porque amigo é alguém que por mais que não possa estar junto é alguém que se preocupa contigo, mesmo que não diga isso à você.


----------------
Now playing: Adriana Calcanhoto - Por Isso Eu Corro Demais
via FoxyTunes

Um comentário:

  1. amizade é o amor em seu estado mais bonito, porque não exige nada.

    liindo *-*
    ;*

    ResponderExcluir