4 de setembro de 2008

Enquanto conto os minutos

Primeiro dia, ou melhor, primeira noite de trabalho.
Entre mortos e feridos salvaram se todos.

Foi uma saga. E que saga.
E minha ansiedade tinha motivos: o alternador do meu carro foi pro espaço, ou seja: carro sem bateria. Ah tá, você não sabe o que é alternador? Peguei essa definição no Automalata:

Dispositivo ligado ao motor do veículo cuja função é recarregar a bateria. A grande vantagem sobre o dínamo, utilizado antigamente, é seu menor peso e tamanho, além de maior capacidade de geração de energia elétrica. No entanto, a corrente gerada pelo alternador é alternada, enquanto que a energia fornecida pela bateria é contínua, assim devendo ser também a energia fornecida pelo alternador. Isto faz com que o alternador necessite de um retificador interno, que é um dos ítens que podem causar necessidade de manutenção na peça.
Enfim, o preço do conserto? Uns 300 mangos. O ruim não é isso. O ruim foi que cheguei com uma hora e meia de atraso no meu primeiro dia. É mole? Eu estou zicada, só pode! Tudo de ruim que tem acontecido ultimamente envolve direta ou indiretamente meu carro.

Enfim, estou morta de fome.
Eu ia postar outra coisa, mas entre procurar a definição de alternador e voltar a escrever, eu esqueci o que era...

3 comentários:

  1. Vou comentar só pra não perder o posto de "top comentarista"!!

    carros são assim: quando você precisa, eles empacam!

    rs

    ainda com fome? o.O vc come!! abço...

    ResponderExcluir
  2. Pri do céu... ta tudo bem agora????
    rsrsrs

    Ô tadinha...

    ResponderExcluir
  3. @Kamilla, agora graças a Deus está tudo bem sim! Ainda bem, mas teve mais coisas depois!

    bjo

    ResponderExcluir