23 de setembro de 2008

Miscelâneas sobre a minha vida e a vida alheia

Sabe quando você resolve passear pelos orkut's alheios? Sabe quando você resolve entrar no perfil de um conhecido e resolve ler os depoimentos do fulano? Pois é, eu fiz isso hoje. E estou me sentindo tão estranha. Não estranha por "bisbilhotar" a vida alheia, mas por ter a impressão que a vida dos outros dá certo.

Quer um exemplo? Vamos lá: Você passa boa parte da sua vida sentimental se matando por alguém, tem N amores impossíveis, mas de repente pára e olha e vê que o amor do fulano do Orkut que, teóricamente, é bem mais complicado que o seu caso dá certo, e o seu não!

Você se forma. Passam-se anos, você entra no orkut do alguém da tua turma ou esbarra por aí numa dessas esquinas da vida: o cara está num emprego super bacana, ganhando bem e ajeitando a vida. No minímo já viajou, já comprou um carro ou outro bem de valor. E eu nessa história?

E aí? E eu? E meus amores impossíveis? Meus contos de fada? Quando é que algo vai de fato ser real na minha vida? Eu tinha um emprego legal, não ganhava bem: fato! Mas tinha reconhecimento. Beleza, sai. Encontrei outro, que por enquanto também está bacana, mas nesse meio tempo me enfiei em dívidas. Cade o dinheiro?

Poxa, eu só queria ter uma grana pra viajar sabe. Nem é viagem das grandes não, nem cheia de mordomias também. Viajar pra ficar em albergue, mas tendo certeza que consigo me virar. Ficar um final de semana, que seja, longe, conhecer culturas novas. E se não puder gastar assim, que ao menos eu consiga juntar dinheiro, fazer um pé de meia e sair do vermelho.

Sei lá, estou me sentindo extremamente frustrada. Parece que estou andando sem sair do lugar. Acabei de lembrar da minha psicóloga: Eu sou ansiosa, eu preciso de resultados rápidos, quando isso não acontece eu perco a motivação e tudo começa a ir mal.

Ando fugindo de compromissos. Sejam eles profissionais ou sociais. Aí você passa no meu fotolog e fala mas e os passeios, as saídas? Aí eu respondo: é fuga! É uma pseudo tentativa de fugir da realidade. Não estou legal. Tanto que estou desabafando essas palavras porcas aqui... Não quero o dó nem a pena de ninguém.

E eu continuo fugindo, tentando me encontrar. E estou puta também: peço orçamento pra duas gráficas as duas atrasam! Ah meu não quer vender/atender avisa que eu procuro outra. Aí eu ligo: "Bom dia fulana, tudo bem? E meu orçamento" ouço a resposta "Ah desculpa, até a hora do almoço estará no seu email" Já passou da hora da janta e até agora nada. Fico puta com essas coisas.

Estou sem saco paciência com muitas coisas, MSN é uma delas. Nem tenho entrado, estou no máximo checando emails.

Preciso de uma injeção de ânimo, urgente! Mas como? Como preencho esse vazio que me atormenta. Minha mente é ou está num tremenda confusão, um antagonismo sem fim: Enquanto sinto um vazio enorme, esse mesmo vazio me sufoca e deixa minha cabeça lotada de pensamentos. E são tantos pensamentos que o que eu preciso pensar de verdade eu acabo não pensando.

Será que estou pedindo demais? Ou estou ficando louca mesmo?

4 comentários:

  1. Olá... me identifiquei muito com o seu post! hehe...
    Sabe, eu acho que no fundo todo mundo é assim. Acho que todo mundo está sempre angustiado com alguma coisa... e, na verdade, o orkut é uma coisa totalmente superficial, muito falsa mesmo.
    Às vezes fico observando duas pessoas que acabaram de se conhecer e aí já enchem o álbum de fotos, com legendas tipo "amizade verdadeira"; "parceria sempree"; "amigas perfeitas", e não sei o que.
    Mas, não me impressiono mais com isso. Não me impressiono mais com orkuts cheios de declarações de amor e fotos de casais "apaixonados", porque esses são os primeiros namoros que terminam, e muitas vezes de formas muito ridículas.
    Tem muita gente por aí que fica tentando mostrar o que não é, que tenta impressionar pela sua "popularidade", porque tem um carro do ano... mas no fundo, só tem "colegas", porque amizade é diferente! E o carro provavelmente foi parcelado em 87 vezes, sabe?
    aheuieahuie
    Bom, acho que já filosofei demais nos seus comentários! haha!
    :)

    ResponderExcluir
  2. Lembra-te sempre: a felicidade está nas pequenas coisas da vida.
    Tente aproveitá-las ao máximo. Aproveite as "fugas" como se fosse a última das fugas.
    É assim que eu tenho feito ao menos. Já que sinto-me em situação um tanto que parecida com a tua.

    ResponderExcluir
  3. Deve ser mals da primavera... Sempre fico assim nessa época do ano =)

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes já tive a impressão que meus relacionamentos não davam certo, só os meus!Mas na verdade não era (nem é) assim.
    Os relacionamentos começam, tem seu meio e seu fim (graças a deus!). Acho que continuar com alguém que não te completa, não é válido!
    Já tive a difícil experiência de terminar um namoro dizendo e ouvindo Eu te amo!, mas foi melhor, não conseguiria viver ao lado dele para o resto da minha vida. Tá, ele me completava, mas seus defeitos não eram aqueles que eu conseguiria aguentar.
    Outro dia estava meio carente e olhei no orkut desse meu ex namorado.. depoimentos, juras e recados de amor dele pra namorada e dela pra ele, pensei: agora ele encontrou a pessoa certa, eles se amam e estão bem.. muito bem!
    Uma semana depois os 2 terminaram.
    O orkut prega peças!
    No mundo virtual nós vestimos uma capa e somos quem queríamos ser na vida real.
    .. nesse segundo mundo eu sou a protagonista, a diretora e a roteirista. Eu mando e desmando, Eu faço a MINHA história.

    (acho que já estou viajando nessas palavras)

    As coisas acontecem de maneira diferente para as pessoas, e talvez você tenha mesmo que caminhar por toda essa estrada até se encontrar...

    (sei lá!)

    ResponderExcluir