4 de dezembro de 2008

Das coisas estranhas que acontecem

Acho tão estranho as coisas do amor. Acho estranho como elas são e como acontecem. Acho estranho todo mundo achar que é jogo. Talvez seja sim um jogo de sedução, um jogo de cartas, onde você nunca saber o que o lado de lá vai aprontar. Na verdade acho que que no fundo tem mais a ver com um jogo de dominó. Por quê? Porquê as peças se encaixam, e só se encaixam nas coisas iguais, e muitas vezes quando não temos nada igual a gente passa a nossa vez, ou ainda compramos peças. Comprar peças é somar coisas ao que nós já éramos no início do jogo.

Às vezes somos obrigados a comprar peças, pode ser por dor ou por amor, mas compramos.

O ruim é que a gente sempre espera o outro mostrar a peça pra poder saber o que a gente precisa comprar. Acredito que pior que isso é esperar o outro "jogar" pra poder dizer o que sentimos.

Eita mania boba essa: querer ser aceito. Esse medo de rejeição, medo de tomar um fora, medo de admitir que talvez possa não dar certo nos impede de sermos nós mesmos. Por essas e por outras, trancamos quem somos à sete chaves.

Tudo bem que ninguém nunca vai entregar as 7 pra outra pessoa, no máximo umas 5 ou 6, até porque é difícil quem se conheça tão bem ao ponto de possuir todas as chaves e poder escolher como e pra quem entregar.

O fato é que chega uma hora que de tanto sofrer a gente não se abre e não se permite gostar de alguém simplesmente por medo de sofrer, por medo de perder aquilo que ainda não se tem.

Acho que cansei dos jogos. Só quero cuidar de alguém e quero que esse alguém também cuide de mim.

Quero abraçar, ficar conversando, vendo o tempo passar, onde tudo o que importa não são nem as palavras ditas, mas os momentos juntos.

2 comentários:

  1. Todo jogo tem seu fim.
    Seja pra começar um novo jogo, seja para simplismente continuar , mas de um jeito diferente com o competidor, que se torna aliado... que se torna companheiro.
    Chega uma hora que não tem mais porque jogar, afinal vocês se conhecem, ninguém tem mais nada pra esconder, só para curtir um ao outro.

    E se quer saber, eu já me cansei de analisar o amor e suas amoras e pepinos. Nunca chegaremos a nenhuma conclusão mesmo..! =/

    ResponderExcluir
  2. "Acho que cansei dos jogos. Só quero cuidar de alguém e quero que esse alguém também cuide de mim."

    Acho que cansei de jogos também. Não tenho mais paciência para aquele vai-não-vai, fingir que se é muito interessante, tentar ser sedutora e etcéteras. Claro que um charminho é sempre legal, mas eu queria pular logo toda a parte dos jogos para ter algo sincero.

    ResponderExcluir