10 de fevereiro de 2009

Preciso de um furacão

Parar, pensar e escrever: Tentar deixar um pouco dos sentimentos aqui, me tornar mais leve através da escrita. Parar, pensar e resolver: Problemas da vida, obstáculos a serem transpostos. Parar, pensar, lembrar e (tentar) esquecer: mágoas e medos que não tem porquê.
Ouço Kid Abelha, digito palavras. Num olhar rápido bato o olho no relógio pra me assegurar que ainda não é hora da reunião marcada para hoje.

Planejar, definir, atingir.

O que quero para 2009?
O que eu realmente quero?

Começo o processo de definição de metas. Preciso de responsabilidade.
Preciso ler mais. Preciso me instruir mais e procrastinar menos. Tanto a ser feito e não faço nada. Dormir menos, ler mais. Ler muito mais. Escrever mais também. E porque eu não faço? Por que só adio? Por que estou adiando minha vida? Se minha vida é agora é esse instante?

Às vezes só queria que um furacão passasse por aqui: nas crises é que a gente se reinventa

2 comentários:

  1. BLOG LINDÕOO,
    AMEI,AMEEI,
    COMEÇAANDO AJUDA AAE,
    BEIJAAO
    D AUMA APSSADINHA LÁAH
    onlyloy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. É Pri, nem me fale.
    Li seu post e me reconheci nele. Acho que todo jornalista deseja ler mais. Mesmo que o tempo não lhe sobre...
    Boa sorte pra gente!

    beijo!

    ResponderExcluir