14 de maio de 2009

Pudores

Pudores e recatos são palavras cujo os significados são sinônimos. Significam mais ou menos um certo "Resguardo; segredo. Prudência", ou também "Lugar escondido". Não sei porque mas durante muito tempo sempre associei isso ao falar de sexo.

Acho que o problema nunca foi falar de sexo em si, mas com quem eu falo. Tudo bem que até os meus dezessete, dezoito anos eu era uma pessoa praticamente assexuada, embora tivesse lá os meus hormônios, não era algo que me colocava pilha com AQUELE interesse. Gostava de ouvir as minhas amigas falando durante as aulas, mas não participava da conversa, não contribuía, até porque sempre achei que sexo, tanto o ato quanto o assunto, é algo íntimo.

Compartilhar experiências é bom? Sim, traz conhecimento e ajuda a gente a se conhecer melhor, mas não acho que meio mundo precisa saber das minhas preferências na cama. Acho que por isso sempre gostei mais de ouvir do que falar.

Em casa, acredite se quiser, o assunto é tabu com minha mãe. Mesmo sendo mulher tenho muito mais facilidade pra falar sobre sexo com papai do que com minha mãe. Talvez porque pra ela eu ainda seja a menininha dela, que não cresceu, que continua um bebê...

Já com meu pai tudo sempre foi mais fácil, desde pequena ele sempre matou minhas dúvidas, me deu alguns livros que foram de grande valia.

Hoje em dia, do alto dos meus, cóf cóf, 24 anos eu falo sim sobre sexo. Abertamente até. Porém falo com poucas pessoas. Quiça porque eu goste muito de uma palavra chamada privacidade, ou simplesmente tenha os meus pudores, meus "lugares escondidos".

2 comentários:

  1. Falar sim e o melhor..

    saber falar sobre...

    concordo com vc que é algo bem intimo..

    =)

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Cheguei aqui pelo título.
    Goiabas Verdes Fritas... rs
    tem a ver com o filme, certo?

    Enfim, que bom que você tem um relacionamento aberto com seus pais. Esse tipo de conversa, com pessoas certas, é muito saudável!

    Abraços e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir