5 de junho de 2009

Das coisas que penso

Eu sempre, e quando digo sempre é sempre mesmo, sempre pensei demais da conta.
Minha cabeça sempre está com pensamentos pululantes e ululantes... Isso muitas vezes contribui para que uma angústia cresça por aqui.

Apesar de estar tudo maravilhosamente(?) bem na minha vida, sinto que ainda falta algo. E essa ausência me faz ter medo de viver. Estranho não? É como se eu quisesse adiar tudo, adiar todos os compromisso, adiar minha vida para quando tudo estivesse completo. Mas eu não sei o que me faz ser ou estar completa.

Não sei se é a falta de um amor qualquer ou daquele amor.
Sei que me sinto vazia. É como se eu soubesse que estou apenas aguardando o momento certo. Mas esse momento certo não chega.

Me pergunto se é isso mesmo o que eu quero: se é esta a profissão que me fará realizada, se é essa a vida que eu quero levar.

São tantas e tantas perguntas. E uma vontade e um medo de mudar... Que às vezes acho que eu sou meu maior defeito.

Pensar, pensar e pensar. Tortura minha de cada dia. Palavras que escorrem entre os dedos tentando esvaziar um sentimento que preenche o peito.
Eu sempre cresci tentando não dar problemas aos outros, tentando resolver tudo sozinha, mas confesso que tem horas que fica difícil. E não é #mimimi como dizem no Twitter.

Me sinto bem e mal ao mesmo tempo. Não quero tomar decisões. Me falta coragem. Coragem pra mudar o que eu não gosto, e o que me faz mal.

Um comentário:

  1. é como se vc fizesse sua vida parar até que algo realmente aconteça e a faça andar novamente. o problema é saber que esse 'algo' nunca será suficiente pra vc e que ele já pode ter acontecido e vc nem ligou...

    estamos no mesmo barco (Y)

    ResponderExcluir