3 de junho de 2009

Quando você sabe que é querido.

Ontem tive uma super demonstração de carinho. Singela porém sincera. Meus estudantes, e sim os chamo de meus, porque mesmo não dando aulas me sinto como tal, vieram me fazer uma visita.

A aula acabou um pouco mais cedo o que fez com que eles dessem um pulo aqui no laboratório. Papos animados e troca de ideias.

Gosto dessas visitas que não são motivadas pelos trabalhos acadêmicos. Gosto de conversar, gosto de me sentir próxima. Tanto que às vezes me sinto como um deles, mesmo não sendo. Tenho muito mais contato com o povo de Comunicação Digital, o que faz com que meu carinho por eles seja ligeiramente maior.

Isso não quer dizer que as turmas de Propaganda não sejam importantes, mas é que como são maiores a proximidade não é tanta quanto eu gostaria.

Acho que minha paixão por pessoas faz com que eu me sinta grata por trabalhar onde e como trabalho. Tudo bem que às vezes sinto falta de desafios, de saber da possibilidade de poder crescer a médio prazo... Mas por enquanto está bom como está: tenho aprendido muitas coisas, e de certa forma ensinado também.

Talvez eles nem fiquem sabendo dessas palavras, mas não me importo muito não. O que importa é que os quero bem.

4 comentários:

  1. Dificil lhe dar com pessoas, mas ao mesmo tempo é gostoso....

    =)

    digo no trabalho e tals..por conhecer...

    ResponderExcluir
  2. aah, mesmo que eles nunca leiam, é tão bom escrever/ler posts assim, de declarações de amor (:
    ficou lindo pri.
    :*

    ResponderExcluir
  3. hum...diagnóstico: você foi picada pelo aedes academicus, acho que não vai mais conseguir se afastar, isso vicia, confesso que estou nessa há dez anos...e não consigo parar. É exatamaente este o sentimento.
    Tá no lugar certo. Crescer, no que depender de mim, eu dou a escada.

    ResponderExcluir