24 de julho de 2009

Excesso de palavras numa sexta-feira chuvosa

Há dias adio essa coisa de escrever. Há dias venho procurando pelas palavras que melhor definem o que eu ando sentindo.

É que sinto tantas coisas e muitas vezes todas elas ao mesmo tempo. É como se eu ficasse triste e alegre no mesmo momento, entende? E esse ato de adiar o momento em que começarei a dizer tudo que é necessário ser dito (ou não) deixa uma certa ansiedade no ar, deixa uma certa melancolia também.

É algo que agarra, que me prende num lugar onde não sei onde estou.
Confuso? Sim. Tão confuso quanto minha visão de mundo, quanto minhas paixões, quanto meus sentimentos.

Gosto dessa minha complexidade ambulante e ululante. Gosto de me sentir um quebra-cabeça que precisa ser montado pragmaticamente, e confesso me sentir bem sendo uma espécie de enigma... Por mais óbvia que eu seja, por mais transparente e previsível, sempre serei uma interrogação, tal como disse Clarice Lispector "O óbvio é a verdade mais difícil de se enxergar".

No fundo, acredito que eu duplipenso demais. E isso resume muitas coisas.

O fato é que ando de saco cheio com algumas pequenas coisas. Eu sei que são pequenas, mas ainda assim são coisas que me irritam profundamente.

Tá... Não é profundamente, tããão profundamente assim, porém irritam, sabe?
Uma das minhas irritações é comigo mesma. É saber que quando eu ajo por impulso eu faço o que não queria ter feito. E sem essa de jogar culpa nos outros. Fiz porque quis, ainda que querendo eu não queria de verdade ter feito o que eu quis. Não é arrependimento, não é querer "voltar atrás", só acho que tem certas coisas são desnecessárias na vida da gente. Bem desnecessárias pra falar a verdade. Tudo bem que gosto de lustrar meu ego de vez em quando e que com isso eu acabo virando uma pessoa superficial, contudo é tudo instantâneo demais. E é justamente essa instantaneidade que me irrita.

Comida instantânea por exemplo: Até dá uma tapeada na fome, mas sustenta? Conhece alguém que viva de miojo e goste disso? Não né? Pois bem. Café instantâneo também. É bom? Claro que é, mas não tem o mesmo sabor, o mesmo aroma do que aquele que foi cuidadosamente preparado, desde a produção dos grãos até a hora de passar a bebida.

Gosto de coisas mais demoradas. Porque geralmente essas coisas demoradas são complicadas e eu sou complicada, complexa, excêntrica. E não vou mudar porque os outros se incomodam com isso, e olha que eu incomodo muita gente, viu? Se um dia eu vier a mudar com certeza vai ser porque eu me sentirei melhor assim.

Não que eu seja uma Gabriela Cravo e Canela, que nasceu assim, cresceu assim e vai ser sempre assim. Eu simplesmente mudo no meu tempo, pouco a pouco, mudo conforme acho que tenho que mudar, da mesma maneira que já mudei diversas vezes. Como já mudei meu jeito de me vestir, como mudei meu jeito de falar, meu jeito de pensar também.

Gosto de ir em busca do novo. À passos lentos, é verdade. Vez ou outra com direito a dar um passinho para trás, mas nada que comprometa o andar da carruagem.

E falar em carruagem me lembra de cavalos, o que me faz pensar que ando segurando pra não ser grossa com os outros sem necessidade, e que ando aturando frescurite alheia de boca fechada. Não quero nem ver quando a minha (sempre pouca) paciência se fizer ausente. Me irrito com gente que acha que "o meu é melhor que o seu", principalmente quando o assunto tem a ver com gostos pessoais. PESSOAIS entendeu? Isso quer dizer que é da pessoa, único, individual. Fui clara?

Xi, acho que já me irritei...
Por hoje é só.

3 comentários:

  1. Oi..
    Mto bom o seu blog.
    como é bom colocar as coisas pra fora né?
    seu jeito de pensar é mto interessante e muito verdadeiro.
    eu tb ando de saco cheio, mas perdi as "papas" da lingua.. hoje escuto e se nao gosto, falo mesmo ahaahuahu

    beijao
    Marcelo

    ResponderExcluir
  2. Nossa... lendo isso parece aqté que fui eu que escrevi! Tenho picos de falta de paciencia assim tbm! E parece que quando seu pavio está mais curto é quando as pessoas estão mais propensas a te irritar! Paciência é uma virtude!

    Fabio Gouvêa
    http://001pontodevista.zip.net/

    ResponderExcluir
  3. Adorei!!!!!

    me lembra algo que escrevi em minha ultima postagem..... Somos assim um pouco complicADAS um pouco diferentes, mas pra que ser igual se o mundo busca sempre algo novo???

    Bjãoooo

    ResponderExcluir