26 de agosto de 2009

Rótulos e embalagens

Me peguei twittando sobre o assunto e resolvi me aprofundar e lançar algumas palavras ao vento, não como Cássia, mas como Priscila!

Desde que a gente nasce a gente vai acumulando rótulos dos mais diversos. A gente cresce e continua recebendo os benditos dos rótulos.

Roqueiros, pagodeiros, São Paulinos, Palmeirenses, Paulistas, Cariocas ou Gaúchos, bonitos e feios, inteligentes e ignorantes, separações, categorias. Heteros, homos, transsexuais.

E todo mundo te julga por aquilo que você aparenta ser. O tempo todo.
Se você apaixona demais, de menos. Se você não se apaixona.

Entendo a Ariane quando ela diz E Daí? E tenta se expor menos.

Às vezes eu penso do mesmo jeito: tenho que me conter, tenho que falar menos sobre mim. Twitter às vezes nos deixa muito vulneráveis. E eu fico pensando se algum possível empregador ia gostar de saber como sou intensa, como me apaixono, ou como me sinto num dia onde o tédio reina sobre a vida. Será que vou deixar de ser levada à sério por conta disso: por ser humana demais?

#Mimimi tem limite, e todo mundo sabe. Eu também sei quando exagero, tudo bem que só percebo isso quando já exagerei, mas e daí?

Vou deixar de sentir o que sinto? Deixar de ser quem sou? De pensar como penso? Dificilmente.

Tenho vinte e quatro anos nas costas (no resto do corpo também, embora muita gente dê menos), já passei por muita coisa nessa vida e tenho outras mil experiências para viver. Nunca neguei a cara à tapa e sempre me esforcei pra dar o meu melhor em algumas coisas. Por essas e por outros motivos durante um bom tempo tive gastrite: porque eu me cobro demais. E vou continuar me cobrando. Embora em dia s como hoje eu simplesmente me revolte e tenha vontade de mandar um grande FODA-SE para meio mundo.

Rótulos, embalagens, máscaras sociais.
Fofocas e burburinhos.
Vontade de jogar tudo pro alto e começar tudo de novo outra vez.

2 comentários:

  1. Quem liga? Acho engraçado. Sei de alguns de meus rótulos. Eu me acho responsável, também preocupada até demais, e sei que muita gente me rotula de "CDF" e "Nerd". Não concordo, mas nem ligo! Sempre aparentei menos idade (acho que é por causa do físico pouco avantajado)e aí alguns de acham inexperiente, imaturo, etc...já passei por isso!
    Quer uma dica? Quando for de seu interesse, e tiver oportunidade, mostra o seu potencial e dá um cala a boca!

    ResponderExcluir
  2. Rótulos e embalagens são as coisas que mais estragam o mundo, julgar é fácil para quem julga, mas quem é julgado e sentenciado não encara isso tão facilmente como deveria!

    Muitos se surpreendem quando digo o que sou,o que faço ou o que pretendo, mas se surpreendem duplamente quando coloco em prática todos esses quesitos "dignos" de rótulos!

    Infelizmente não podemos fazer nada para evitar, mas é a lei natural da vida, só nos resta "aceitar" aquilo que nos "cabe" e deixar as pessoas julgando e pensando inverdades que nunca farão diferença na vida delas, nem na de ninguém, apenas na nossa!

    ^^

    ResponderExcluir