29 de janeiro de 2010

Tentativa inútil de jogar com as palavras

Mais um jogo de palavras, Mais jogos, mais palavras. Palavras-cruzadas. Passatempo, o tempo passa. Brincando de viver, ensaiando a peça já escrita, mudando o roteiro a cada instante.

Instante. Momento, lembrança, saudade. Vou ligando cada coisa a seu cada qual.
Passado e presente.

Eu quero que me repitas a cada cinco minutos que me ama, continuamente até a exaustão, tal qual diz o poeta.

E eu sempre meto o tal do amor nas coisas que escrevo.

Um comentário:

  1. Adorei *-* Mas não tem jeito mesmo, a gente sempre acaba colocando o amor no meio :~ Sem ele eu nem teria blog ! ahahahha

    Beeijo :*

    ResponderExcluir