12 de janeiro de 2010

Um futuro imediato.

Me pego escrevendo palavras tortas, palavras tão sem sentido quanto os sentimentos no peito. Eu sou repetitiva. Tenho mania de reviver coisas, momentos, como se o hoje fosse um eterno flashback dentro da minha cabeça.

Tenho mania de reescrever ideias. Rever as cenas não utilizadas no filme da minha vida, tentando inutilmente encaixar tudo no roteiro.

Passo a ter medo do futuro que pode não chegar, dos planos que serão desfeitos. Destino? Coincidência? Como fica o nosso amanhã? Como fica aquele domingo de sol acompanhado de um café na cama que eu sonhei durante tanto tempo? E se eu não chegar lá? E meus sonhos, meus planos?

A vida exige uma flexibilidade que eu estou aprendendo a ter.
Mas... Pensar só no hoje não é ser imediatista demais?

Voltemos a fita, quero rever o teu sorriso e me alegrar com ele. Das memórias que tenho aqui guardadas comigo, teu sorriso – de dentes alvos e alinhados e olhos fechados – é a lembrança que mais me traz paz. Sorte minha que a arte de transformar a luz em registro de imagens eternizou aquele instante. Mais sorte eu teria se pudesse rever fotografias nossas no lugar onde o passado é guardado. Ou se tivesse registros do dia antes da independência, quando me vi nos teus olhos.

Penso em não mais me importar com o futuro. Afinal o que tenho hoje já é suficiente pra imprimir, de forma indelével, teu nome em minha vida.

6 comentários:

  1. Seus posts são tão confessionais que, às vezes, me pego pensando no que eu posso dizer que não pareça aqueles comentários do tipo "legal", "belo post", "que fofo"... Esse, no entanto, fala muito a mim... mais pelo que não vivi do que pelas lembranças que podem ser trazidas à mente. Beijo, Priscila.

    ResponderExcluir
  2. Sendo assim, você não está só . Várias vezes me pego relembrando momentos, lembranças que não vão mais voltar, emoções, sensações, sentimentos. Flexibilidade . É preciso flexibilidade para saber viver, reagir e não reagir em algumas situações! No entanto, concordo com você, o que vivi até hoje já basta para se escrever um livro, dirigir um filme ou simplesmente imprimir e deixar guardado na caixinha das lembranças !
    bjs, Dri!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar bom dia.
    bjsss

    aguardo sua visita :)

    ResponderExcluir
  6. Mais um texto muito parecido com o que penso e sinto...

    E descobri, mais uma coisa em comum, o mesmo nome...rs

    Passarei a frequentar o seu blog! Bjs

    ResponderExcluir