29 de março de 2010

Cecília

Cecília, Seu Paulo, Cecília não é santa.
Cecília está mais pra uma Madalena não arrependida. Mulher de encantos que encantam. Vida boemia e liberdade, vida que no fim do mês não paga as contas.
Tem alma de Capitu essa tal de Cecília, dissimulada, te engole como leão... Só pra matar a própria fome. Te envolve como a bebida, vira vício. Faz da criança de outros tempos mero brinquedo.

Santa Cecília não é residência, não é lar, não é casa, não é a tua casa.
E tuas mentiras só me afastam daquilo que um dia achei belo.

2 comentários:

  1. Gostei, voltarei.

    "Talvez bater a porta na cara não seja a única opção. Talvez..."
    www.mamae-dizia.blogspot.com

    ResponderExcluir