25 de junho de 2010

Elas

Parcas, poucas e confusas palavras
e s p a ç a d a s
Jogadas ao acaso, ao espaço
Ao lugar onde não consigo colocar um nome

Palavras de amor, de ódio, de raiva ou saudade
Versos que vem e vão para outra cidade

Repetidas
Com ou sem nexo
Repetidas, eu disse
Incansavelmente, inconstantemente, aleatoriamente

Colocadas no lugar das doces declarações de amor
No lugar de toda aquela dor
Posicionadas incorretamente, sim senhor.

Sem medidas
Como aquele sentimento
Como a fome que meu corpo sente do teu

Um comentário: