23 de junho de 2010

Proa e vela

Das palavras não escritas me desfaço
sou prosa e não poesia
Sou proa; você, vela
Você na cor: branco, eu no verbo: o teu sono.



Você toca, eu sigo
Você pede, eu fico
Eu vou, volto, fico, cuido
Descuido-me também



Faço uma prece
Digo amém

Sou prosa
em minhas conversas nunca coloco um fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário