28 de julho de 2010

...

Sabe, em momentos assim, em momentos onde só existe eu e você, e mais ninguém, onde só o nosso riso intercala com nossos gemidos, em momentos onde tudo é prazer, nesses momentos que eu fico repetindo non-stop aqui na minha cabeça, sabe, esses momentos é que fazem a vida valer a pena.

Pelo menos a minha vida vale mais a pena.
Aí qualquer loucura paga o preço desse amor.
Aí o preço ainda é barato pro tanto de coisa que eu levo pra casa depois. E eu levo esse sorriso, e a certeza de que não é e não será em vão.

Sabe, eu não tenho do que reclamar.
Eu sou feliz quando sinto teus lábios tocando meu ombro entre um "eu te amo" e outro.
Sou feliz quando escrevo essas ficções baseadas na minha vã imaginação.

Sou feliz quando invento uma vida e me percebo vivendo-a.
Sou feliz quando me vejo nos teus olhos, ainda que essa seja só mais uma cena do nosso roteiro que ainda não foi gravada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário