2 de julho de 2010

queda muda

silenciosa, a lágrima rola, cai e cala.

Nenhum comentário:

Postar um comentário