19 de janeiro de 2011

Sinto falta

A gente sente muito por muitas coisas! "Sente muito" principalmente as coisas que já não temos mais e que, quase sempre, quando tínhamos não dávamos valor.

Eu sinto muito. Sinto muito a falta de amigos, de palavras, de carinhos.
Sinto falta de olhares. Sinto pela música não ouvida, pelo show perdido, pela saída com os amigos perdida porque eu simplesmente preferi curtir a minha cama.

Tem dias que sinto muito a falta da minha cama, especialmente quando estou longe, quando estou num quarto de hotel de uma cidade qualquer; quando acordo viro para o lado e não me vejo em meu quarto mas sim a porta do banheiro que dá de cara com a torneira gotejante. Não que eu viaje com tanta frequência, mas é que senti as lembranças aqui. Sinto falta do que não tenho, da lua que no hotel não bate na cabeceira da minha cama, da janela que não mostra o meu bairro, mas sim a capital. Como prêmio de consolação, lembro que sou apaixonada por São Paulo, mas eu amo mesmo é São José, e olha que nessa batalha o santo Paulo leva combo duplo: a cidade e o time do qual tenho orgulho.

Sinto falta de escrever.
Sinto falta de saber a letra da musica, ainda que ninguém me ouça cantar na volta do trabalho.
Sinto falta do beijo de boa noite, do coberto de orelha, do bicho de pelúcia com um perfume específico. Sinto falta de coisas que não são reais.

Tenho muitas palavras na manga, prontas a serem entregues, mas sinto falta das que eu não digo. Tudo isso, hoje, não me satisfaz.

18 de janeiro de 2011

Alva

alta é falta que a menina alva
faz
faz firoula na letra
e me enrola
me leva
me traz

alta é a madrugada, quando o relógio pisca e aponta a ausência
falta energia
elétrica
falta tempo
ao teu lado
falta espaço pra caber essa saudade

falta a não tão alta menina alva

13 de janeiro de 2011

espaçoletra

letra espaço letra espaço
espaço espaço
cada quilômetro longe aumenta o espaço vazio em meu peito
espaço letra espaço letra
letra letra
preencho cada minuto da longa espera com mais uma palavra
um monte de letras

letra espaço
espaçoletra
espaçonave. o pensamento voa e eu sem sair do lugar
a espera é triste e o vazio dói
nenhuma palavra me cura
nenhuma palavra me cala

nem todos os pronomes conjugam o verbo amar

9 de janeiro de 2011

Uma ilha de saudade

Amo o calor, mas das saudades que sinto a da tua pele sempre fresca junto a minha é a saudade que mais me dói.
Notei que não sei não falar teu nome, como se fosse uma prece invocando sua presença.
É, eu sei, você odeia praia, sol, areia e mar... Mas tudo bem, sua presença sempre é mais importante.

Aí fico horas contando e recontando sobre nossa história de amor.
Sobre como a fisioterapia pro meu coração fez efeito e como ele voltou a bater forte e sadio. Falo como meu sorriso fica mais bonito e mais feliz quando você está por perto e como essa distância toda me faz sofrer em silêncio...

Me isolo, e tudo o que vejo ao redor é um mar de saudade, tão grande, tão forte, que a correnteza de pensamentos me cala... Enquanto calo, falo por dentro. E pra dentro vou declarando cada gota do meu amor.

Como camarão. Me torno um camarão. Lembro do quanto você gosta. Ligo, faço piada, nada disso basta... Preciso do reencontro!

4 de janeiro de 2011

A walk to remember


Se você chegou aqui procurando pelo filme "A walk to remember" sinto ter que te desapontar, mas este post não é sobre isso.

Uma das minhas "resoluções de Ano Novo" é ter uma vida mais saudável em 2011. Ok, mas o que isso quer dizer? No fim das contas, depois de todo um blá blá blá de querer viver melhor e evitar doenças, coloquei na minha cabeça dura que 2011 (ok, fiz isso em 2010 também) é um ano onde pretendo cuidar mais de mim.

Como resultado dessa linha de pensamento resolvi tomar algumas atitudes, algumas atitudes são tomadas literalmente, como é caso dos 2 litros de água que me comprometi a beber todos os dias. Qualquer pesquisa no Google afirma que beber água é fundamental pra chegar na tão cobiçada vida saudável, até porque 70% do corpo humano é composto de água e quem mantém o corpo hidratado fica na cara o resultado. Não só na cara: pele, unhas e cabelos ficam muito mais bonitos quando se bebe água.

3 de janeiro de 2011

Extrato bancário: Posso jogar fora?




Quem me acompanhou no twitter durante a tarde de ontem, viu que além de encontrar muita coisa no meu "baú" como disse a @fatimagamallo, também fiquei na dúvida de como proceder com extratos bancários.

No site do cartão Diners encontrei essas dicas para faturas de cartão e que achei também servissem para extratos bancários.

Mantenha as faturas recebidas, mesmo as pagas, durante pelo menos 90 dias e destrua-as antes de jogá-las fora. Saiba quando suas faturas devem chegar e fale com o Serviço de Atendimento a Clientes, se isso não acontecer a até dois dias antes do vencimento.

Continuei pesquisando e cheguei ao site Azevedo Sette Advogados, que preparou um material bem extenso, que vale ser consultado. Foi lá que matei minha dúvida:

Documentação Bancária:

2 de janeiro de 2011

Som novo: Lucy Schwartz



Mesmo antes de trabalhar na rádio eu sempre curti achar coisas novas por aí, quando o assunto é música.
Com a internet, o leque se abre e variedade de bandas, cantores e cantoras que encontramos cresce exponencialmente. E através da internet que descobri essa americana que dá nome ao post: Lucy Schwartz.

Ao final do quarto episódio da série No ordinary Family somos presenteados com a voz doce da compositora em "Life in Letters".

Daí para jogar no Google e procurar mais sobre a cantora foi um clique.
No blog Alex Music é possível encontrar link para baixar o primeiro álbum o Winter in June lançado há uns 4 anos. Atenção para a senha na hora de descompactar o arquivo.

Quer algo mais atual? Pois bem, em 2010 Lucy lançou o EP "Help me! Help me" e um tempinho depois o álbum "Life in Letters" que você encontra para download no Mikki Says

O vídeo ali em cima é da música que também toca no episódio tocada durante o lançamento do álbum.

1 de janeiro de 2011

2011 - O ano Firework



Katy Perry (que deve fazer show aqui no Brasil) define com Firework o sentimento que vai reinar em 2011.
Gosto muito mais dessa versão do Victoria's Secrets Fashion Show

letra abaixo e tradução aqui:

Do you ever feel
Like a plastic bag
Drifting through the wind
Wanting to start again

Do you ever feel
Feel so paper-thin
Like a house of cards
One blow from caving in

Do you ever feel
Already buried deep
Six feet under
Screams but no one seems to hear a thing

Do you know that there's
Still a chance for you
‘Cause there's a spark in you
You just gotta

Ignite the light
And let it shine
Just own the night
Like the Fourth of July
‘Cause baby, you're a firework
Come on show 'em what you're worth
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
As you shoot across the sky
Baby, you're a firework
Come on let your colors burst
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
You're gonna leave them all in awe, awe, awe

You don't have to feel
Like a wasted space
You're original
Cannot be replaced

If you only knew
What the future holds
After a hurricane
Comes a rainbow

Maybe a reason why
All the doors were closed
So you could open one
That leads you to the perfect road

Like a lightning bolt
Your heart will glow
And when it's time you'll know
You just gotta

Ignite the light
And let it shine
Just own the night
Like the Fourth of July
‘Cause baby, you're a firework
Come on show 'em what you're worth
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
As you shoot across the sky
Baby, you're a firework
Come on let your colors burst
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
You're gonna leave them all in awe, awe, awe

Boom, boom, boom
Even brighter than the moon, moon, moon
It's always been inside of you, you, you
And now it's time to let it through
‘Cause baby, you're a firework
Come on show 'em what you're worth
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
As you shoot across the sky
Baby, you're a firework
Come on let your colors burst
Make ‘em go, "Aah, aah, aah"
You're gonna leave them all in awe, awe, awe

Boom, boom, boom
Even brighter than the moon, moon, moon
Boom, boom, boom
Even brighter than the moon, moon, moon