6 de abril de 2011

Missão "Procura-se": Minha história


Dentro da saga é interessante me apresentar como profissional, afinal vocês que costumam ler o blog só conhecem a faceta sentimental, que tenta - em vão - escrever algumas coisas por aí.
Se você ainda não sabe, vamos lá: Sou jornalista, graduada, dessas pessoas que tem um MTB. Me formei em 2006 pela Univap, junto com uma turma que me faz ter saudades quase sempre. Uma turma que às vezes se esbarra por aí, em coletivas, cinemas e bares, porque jornalista é tudo meio boêmio, né?

Antes mesmo de me formar já gostava de informática e principalmente: internet. Por conta disso entendo de tudo um pouco. Me viro com formatação, faço instalações sem problema algum. Sempre estou baixando algo pra testar e aprender a usar.
Gosto de fotografia e fotografo casamentos. Trato fotos com Photoshop e tenho umas noções do LightRoom. Também tenho noções básicas de Corel Draw e Illustrator. Uso PC, me viro com Linux e se precisar uso Mac também.
Trabalhei três anos na Stereo Vale. Sim, a rádio. Uhun, eu cheguei a apresentar alguma coisa por lá.

Minha história por na rádio é bem bacana: comecei como estagiária em 2005, fui efetivada como operadora de áudio. Durante esse tempo eu fizx edições de áudio e a parte técnica na gravação de alguns programas. Também aprendi a trabalhar com a programação comercial da emissora. Multitarefas, ajudava no atendimento tanto por telefone quanto pessoalmente. E olha que atender telefone de emissora de rádio não é lá uma das tarefas mais fáceis: a Stereo Vale era líder de audiência aqui na região, então imagine como era o telefone...

Me formei e fui promovida a Jornalista. Comecei a fazer a redação das notas informativas que rolavam durante a programação. Comecei a produzir o Espaço Brazuka, que era um programa voltado pra bandas e artistas independentes. Trouxe Fake Number, Ludov, MackZero 5 e muitos outros pros estúdios da “Primeira FM”.
Durante 1 ano produzi e apresentei junto com Gilson Moraes (que hoje, se não me engano, trabalha na 89FM em São Paulo) e depois com Robson Miller (que agora está em BH) o programa Eu Que Sei.Com. O Eu Que Sei era interativo, ao vivo e com participação dos ouvintes que respondiam uma enquete e participavam com perguntas e comentários de algumas entrevistas. Nesse período entrevistei bastante gente bacana: a nadadora Fabíola Molina , Megg Stock – que na época ainda estava no Luxúria, a primeira mulher a faturar um Rally dos Sertões: Moara Sacilloti, a pequena Carol Oliveira – que interpretou Maria em “Hoje é dia de Maria” e muita gente bacana.
Também na rádio eu era responsável por registrar em fotos os eventos e atualizar o site com diversas informações. Se naquela época o Twitter já existisse e Facebook fosse pop como hoje, com certeza eu seria a mulher que o atualizaria.

Acha que acabou por aí? Minha vida profissional estava só começando...

Nenhum comentário:

Postar um comentário