14 de abril de 2011

Não mais como antigamente

Tenho uma pequena paixão por bloquinhos de papel.
Folhas de rascunho, juntas, formando um só objeto. Gosto de riscar e rabiscar. Gosto de ficar desenhando linhas e imaginando onde é que isso tudo vai dar.
Tento prever o futuro, mas é inútil. Meus “deja vus” já não são como antigamente. Tudo muda, e eu me calo com essas situações não consentidas.

Na verdade essa situação toda me sufoca. Me faz querer ir embora, sair correndo e dormir enquanto isso tudo não acaba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário