5 de março de 2014

Avessos

E quando eu não me reconheço, quem sou eu?
Quando digo e faço coisas, quando fujo de verdades. Quem é que eu quero enganar?

E quando tenho medo, qual coragem eu mostro?
E quando sofro, qual sorriso eu exponho?


Sou o avesso. Avesso do que queria ser, avesso de onde queria estar.
Avesso.
Sou o outro lado da moeda sendo levado em consideração.
"Duplipenso"

O que eu quero, o que eu preciso e o que eu gosto.
O certo, o errado e o que eu faço. O que geralmente acaba se encaixando no meio dessa imensidão de nada que existe dentro de mim.

Confuso? Talvez.
Vou me perder pra me reencontrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário