18 de maio de 2014

Eu nunca soube direito o que eu quero da vida. Sempre fui melhor em dizer aquilo que eu não quero.
Mentira, eu aprendi a dizer "não".

Não saber algo me traz o benefício da dúvida, aquela coisa do ir tentando pra ver onde é que vai dar. Traço meu caminho de acordo com a estrada.
Hoje eu me permito trocar o destino. Se a estrada está ruim, não me importo em mudar o caminho.

Eu danço conforme a música. Só não dá pra esperar que ao final da noite eu ainda tenha a mesma empolgação do começo da festa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário