19 de fevereiro de 2015

Procurando por uma desculpa...

Pensar, pensar e pensar.
Ter que procurar foco para seguir com o trabalho enquanto a minha cabeça segue ocupada com a eterna questão do "mandar ou não mensagem".
Gostava mais do tempo quando eu fazia o que tinha vontade sem ter que ficar medindo.
Ser inconsequente às vezes tem suas vantagens.

Aí tudo traz algo pra lembrar aquilo que eu quero deixar no cantinho, aquilo que quero deixar para depois.
O meu problema é ser exagerada e ansiosa. É achar que o mundo vai acabar amanhã e que eu não vou ter uma chance. Que eu não vou ter a minha chance. Chance de viver tudo o que eu acho que eu devo viver.

Me tranquei no meu castelo. Poucas pessoas sabem o quão incrível eu posso ser.
Mas é um processo. E é muito mais gostoso quando o outro se interessa e não quando eu mostro tudo o que há guardado aqui.
Não é a busca de um relacionamento. É a busca de um significado. Essa busca tem amplitude...

Qual o pecado em gostar de alguém?
Não sou mais criança para ficar de mimimi e fazer pose, fazer carão.

Tudo isso pra quê? Só pra dizer que eu queria ver alguém de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário