24 de agosto de 2015

Alice e Zé.

Você era Alice e eu só um Zé.
Hoje, eu sou um zero à esquerda, antes eu era um Zé qualquer. Talvez o amor da sua vida ou talvez um Zé Ninguém.

Você me levou para o país das maravilhas, Alice. Eu te ensinei as malandragens do Zé Carioca, ainda que carioca de verdade fosse Capitu.
Fui Zé, fui Bento: cego de ciúmes.

O tempo passou, as memórias não. Estão todas logo ali, se é que você me entende. Se é que você ainda lembra, se é que era amor, se é que era possível nossa relação de Romeu e Julieta...
Ali, se...

Nenhum comentário:

Postar um comentário