22 de setembro de 2015

Mais reflexões sobre a minha vida

Chega um momento na vida em que você começa a perceber exatamente aquilo que te atrai ou deixa de atrair em alguém.
Confesso que nos últimos anos esperei me encantar por alguém mais velho, carreira já mais ou menos definida, detalhes que me permitissem sonhar numa vida à dois. Esperava conhecer alguém assim e TCHARAN me apaixonar.

Esperei tanta coisa. E fui me tornando uma pessoa chata lúcida.
A cada dia que passa eu acho que minha busca (mesmo sem estar buscando) fica ainda mais difícil.
Não que todo mundo seja ruim e eu seja a boazona. Não é isso.

É uma questão de buscar pessoas parecidas comigo. E ainda vai demorar pra eu me apaixonar novamente.
Tive plena certeza disso essa semana.

Uma hora eu acho. Ou vão me encontrar.
Desisti de ter pressa.

Percebi que eu gosto de pessoas engraçadas, mas não gosto nem um pouco de gente que fala demais. Gosto de gente que me deixa curiosa.
Não gosto de joguinhos.
Se eu quero, eu quero. Se não, não.

E não é plantando dúvidas no coração que vão me deixar curiosa.
Tem tanta coisa acontecendo.

Sinto falta de um colo sem pretensões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário