13 de março de 2016

Lua cheia

O sol se põe.
O sol volta a nascer.

Chega o cansaço, chega o final de semana.
Só não chega o sono, só não chega a quietude de pensamentos.

Aqui dentro tudo se desastabiliza.
Você aparece, desaparece, vai e vem...

Eu não te controlo.
Você tem fases como a Lua.
Eu fico aqui, te olhando, babando, admirando, querendo gravar cada pedaço teu em mim.

Eu fico procurando desculpas pra te tocar, desculpas pra esbarrar minhas mãos na tuas...
É mais do que desejo. A minha pele faz tempo que implora pela tua.

Sinto febre de tanto a minha boca desejar a sua.
Não sei por quanto vou resistir assim... Não sei quanto tempo eu aguento antes de enlouquecer por completo por conta dessa paixão.

Na minha cabeça eu já te dei inúmeros beijos, já roubei outros tantos.
Na minha mente fértil cria cenários onde eu consiga realizar cada fantasia.

Nos demos conta que são só três meses.
Me dei conta que são 15 dias.

Quinze dias onde cada passo meu tenta ir na sua direção.

Vem comigo?
Vem, vamos ser/ver/estar Lua cheia?

Nenhum comentário:

Postar um comentário