20 de setembro de 2016

Cartas pra mim mesma

Oi ser humano.
Então você passou o dia bebendo novamente? É isso o que você espera da sua vida?
Acho que estou tentando preencher o vazio da distância com as coisas erradas.

Preciso voltar a correr, preciso comer direito, preciso estudar, preciso de inúmeras coisas que eu não faço.
Eu me prometo ser uma pessoa melhor por amor, mas nem sempre consigo.

Daqui um tempo eu sei que não vou me orgulhar das coisas que deixo de fazer.
Onde estão as rédeas da vida?

Agora é hora de respirar, inspirar e não pirar.
Ansiedade batendo a mil. Não adianta querer que tudo seja perfeito se você não sai da cama pra fazer as coisas acontecerem.
Não adianta dizer que confia e ficar aí pelos cantos remoendo o ciúme.

Você sabe que confia. Então pra que o drama?
Você também sai pra beber e mesmo bebendo sabe que o seu pensamento é só dela e de mais ninguém, por que com ela vai ser o contrário?
Ela também pensa em você. Pelo menos você - e eu (sua consciência) - acredita nisso.

Eu fico nessa piração de falar comigo mesma.
Olhar o celular a cada 5 minutos não vai resolver.

Vai ficar tudo bem. Sempre fica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário