31 de outubro de 2016

Palavra do dia

Decepção

22 de outubro de 2016

O ladrão

Fui tomada momentaneamente por um verdadeiro "fogo no rabo".
Cheguei do trabalho e os planos eram curtir minha doce residência, ler ou ver algum seriado. Ouvir música.
Cozinhei. Escrevi.
Escutei coisas novas.

Eis que das conversas no mensageiro instantâneo surgem convites. Um. Dois. Três.
A noite é uma criança. Amanhã eu não preciso acordar cedo.

A vontade de sair e me divertir é grande.

Optei por ficar em casa.

Por que?

A ocasião faz o ladrão.

Vou agir de forma correta. Porque o correto é sempre mais difícil e ninguém nunca disse que iria ser fácil.

Privação? Não, eu diria que são escolhas. Abro mão de muita coisa pra continuar sendo correta.

17 de outubro de 2016

Sobre um "Bom dia" não recebido

Existem dias bons, dias ruins e dias como hoje.
Eu penso muito. E o que eu mais penso é em como a gente gere o próprio tempo. Eu deixo passar muita coisa que eu deveria fazer e não faço.
Mas nunca deixo de dar atenção pra quem gosto. Nunca deixo de responder uma mensagem quando vejo, que seja apenas um emoticon.
Acho que se você tem tempo para fumar um cigarro você tem tempo para mandar um "bom dia".

Hoje a minha cabeça tá repleta disso: do "bom dia" que não veio.
Estou problematizando? Talvez.
Cada um com suas prioridades.

5 de outubro de 2016

Pronomes

Sabe o que é que é? É que eu penso em pronomes.
Eu, tu, eles, nós...

Singular. Plural.

Tô chateada. E verborragia nenhuma vai resolver essa chateação hoje.
Silenciar às vezes faz bem

1 de outubro de 2016

Dia #6

Pensar às vezes faz bem, mas pensar junto é ainda melhor.
O meu problema sempre foi pensar demais.

Essa saudade é insuportável.