10 de março de 2017

Cartas não entregues

Um daqueles dias pra chorar de saudade.
Eu não entendo você não querer tentar de novo.
Eu daria tudo por outra chance, não por mim, nem por você, mas por nós. Porque, enquanto juntas, acho que fomos nossas melhores versões.
A gente pode se melhorar tanto, tanto, mas tanto.

Ontem por um instante sonhei em passar um feriado com você. Viajar. Sumir do mundo.
Hoje o Daily Mix do Spotify tá naquelas de jogar na minha cara a falta que você me faz.
Aliás, música é o ponto onde eu mais sinto sua falta. Junto da melodia vem o teu cheiro na minha cabeça. E especialmente quando o teu cheiro se misturava ao meu.

Em todas as minhas entrelinhas eu tô dizendo: Volta. Vem cá, vamos tentar de novo. Mas você parece não entender.

Quando eu disse que estou praticamente namorando não foi em tom de ameaça, só estou me permitindo ter uma boa companhia. Jogo aberto.
É óbvio que se eu pudesse escolher eu escolheria você, mas você não quer ser uma escolha.

Às vezes eu ainda acredito que vou acabar casando com você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário