8 de agosto de 2017

Você poderia parar de me vigiar.
Parar de vir aqui. Parar de se preocupar. Parar de se importar.

Há quanto tempo não nos falamos?
Me deixa quietinha no meu canto. Me deixa ir. Me esqueça você também.
Não deu certo. Você desistiu. Você não quis. Você me deixou ir. Você não me pediu pra ficar. Você!

Consegue reparar que em todas as decisões sempre foi "você"?
Então já que você desistiu, já que você abriu mão, você que não quis nem minha amizade, nem manter contato... Então você poderia não me ler. Não estar.

Some, cara.
Some de uma vez. Sem block, sem rastros. Sem memória.
Você não vai mudar sua postura. Você não vai mudar de ideia. Você não vai voltar. Você perdeu.

Então me deixa, que das minhas feridas cuido eu, das minhas neuras, da minha felicidade, da minha vida.
Você não quis ser parte, lembra?

O que você quer? Saber que eu ainda gosto? Saber que eu ainda penso em você? Saber se estou bem ou mal? O que muda com isso?
Nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário